NEWS

23 de Outubro, 2020

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO DE CAPEX

O sucesso e até mesmo a sobrevivência das organizações sempre estiveram diretamente ligados às tomadas de decisões estratégicas assertivas, onde estejam definidos todos os custos diretos e indiretos de obra, além da previsão de incertezas e contingências através da inclusão de percentuais no valor total do Capex.

Em tempos de crise, onde a se torna cada vez mais difícil a análise prospectiva dos mercados, é fundamental que os recursos financeiros estejam corretamente alocados, a partir de um planejamento de CAPEX (Capital Expenditure) adequado que possibilite as empresas a explorarem oportunidades e a alcançarem seus objetivos.

Através de corpo técnico capacitado em Gestão de Custos para Projetos de Engenharia, a Tecnoplano Brasil presta serviços de auxílio na escolha de projetos viáveis e alinhados com a Estratégia e Plano de Negócio de seus clientes. Atuando desde as fases iniciais do ciclo de vida dos Projetos, com fundamento na coleta de requisitos, identificação de riscos, definição de restrições técnicas e elaboração de estimativas de custo alinhadas às práticas de mercado, a Tecnoplano coopera na Gestão de Portifólio com o objetivo de que seus clientes possam tomar decisões seguras para seus investimentos.

Por Guilherme Azevedo

03 de Outubro, 2020

COMO EVITAR DERRAPAGENS NO ORÇAMENTO DOS SEUS PROJETOS

A TECNOPLANO tem a sua própria metodologia para Revisão de Projeto.

Uma Revisão de Projeto apresenta vantagens significativas num Empreendimento, no que respeita à qualidade, custos e prazos do mesmo, uma vez que reduz substancialmente os erros e omissões encontrados na fase de execução e contribui de forma inclusiva para a otimização de soluções adotadas ao nível conceptual, traduzindo benefícios em termos de custos globais.


Tal como os Projetos, também as Revisões de Projeto continuam a ser subvalorizadas no mercado. A política de ter o “preço mais baixo” como único critério de adjudicação leva a que os projetos tenham menor qualidade, originando mais erros. Esta situação reforça ainda mais a importância de uma boa revisão de projeto.


Com uma experiência significativa em Revisão de Projetos, a Tecnoplano procura acrescentar valor e contribuir de forma positiva para a melhoria dos projetos em que colabora, tendo como premissa 3 princípios fundamentais:

  • Revisão      de todas as componentes do Projeto de forma independente, alertando para      erros ou situações que não cumpram a legislação em vigor;

  • Verificação      da compatibilidade entre as várias especialidades e entre a Arquitetura e      todas as especialidades;

  • Verificação      das medições e orçamento.

Ao longo da nossa atividade, temos verificado que a compatibilidade entre especialidades representa o “calcanhar de Aquiles” dos Projetos, considerando-se um dos aspetos mais importantes a ter em conta numa Revisão de Projeto.


https://www.linkedin.com/pulse/como-evitar-derrapagens-or%25C3%25A7amento-dos-seus-projetos-susana-oliveira/?trackingId=AeJQkQl7TquRhh%2BR3lUUcA%3D%3D

08 de Agosto, 2020

INAUGURAÇÃO CT VASCO DA GAMA

Foi realizada a cerimônia de Hasteamento da Bandeira do Gigante da Colina na área onde vem sendo construído, em Jacarepaguá.

https://www.youtube.com/watch?v=etM82MGWppc

Inaugurado, na região de Jacarepaguá, Rio de Janeiro, o novo CT Vasco da Gama!

Projeto da Tecnoplano Brasil em parceria com a Sergio Conde Arquitetura – SCCA.

Na sua inauguração, em 08/08, foi realizada a cerimônia de Hasteamento da Bandeira do Gigante da Colina, com o presidente do clube, Alexandre Campelo, onde estiveram presentes várias personalidades importantes do clube e representantes das prefeitura do Rio de Janeiro e o próprio prefeito Marcelo Crivella, além do maior ídolo do Vasco da Gama, Roberto Dinamite.

10 de Junho, 2020

DIA DE PORTUGAL | 10 DE JUNHO

O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas celebra a data de 10 de Junho de 1580, data da morte de Camões, sendo também este o dia dedicado ao Anjo Custódio de Portugal. Este é também o dia da Língua Portuguesa, dos cidadãos e das Forças Armadas.

As comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas são celebradas por todo o país, mas só as Comemorações Oficiais são presididas pelo Presidente da República e muitas outras grandes individualidades como o Presidente da Assembleia da República, o Primeiro-ministro, os Ministros, os Embaixadores e outras personalidades. As comemorações envolvem diversas cerimônias militares, exposições, concertos, cortejos e desfiles, além de uma cerimônia de condecorações feita pelo Presidente da República.


Desde 1977 dezenas de cidades já receberam as comemorações, oito delas não são capitais de distrito. Todos os anos, o Presidente da República Portuguesa elege uma cidade para ser sede das comemorações oficiais. Em 2016, as comemorações oficiais decorreram pela primeira vez em duas cidades ao mesmo tempo: Lisboa e Paris, naquela que foi a primeira eleição da cidade-anfitriã por Marcelo Rebelo de Sousa enquanto Presidente da República. Foi também a primeira vez que as comemorações oficiais aconteceram numa cidade fora do país. Em 2017 no Brasil, nos Estados Unidos em 2018 e em Cabo Verde em 2019. Em 2020, devido à pandemia de COVID-19, Marcelo Rebelo de Sousa cancelou as comemorações do 10 de Junho que estavam previstas para a Região Autônoma da Madeira e África do Sul e optou por fazer em Lisboa uma cerimônia pequena. 

8 de Junho, 2020

NOVOS RUMOS PARA A ENGENHARIA, CONSTRUÇÃO E INCORPORAÇÃO.

Diante da certeza que o nível de competitividade aumentaria, teve início uma revisão profunda no conceito dos produtos e na eficácia dos projetos. Os players perceberam, rapidamente, que o tamanho do “bolo” reduziu muito, e que a disputa pelas pequenas “fatias e migalhas” se intensificaria.

Em consequência, nasceu um olhar mercadológico mais preocupado com clientes e tendências. Um bom exemplo foi a atenção com os impactos da geração Millenium no mercado imobiliário. Hoje, constatamos o resultado destas ações em produtos ofertados por incorporadoras que conseguiram antever e entender estas mudanças e tendências. Novos produtos, bem planejados e inovadores, foram desenvolvidos para atender às necessidades e expectativas de nichos bastante específicos e das novas gerações de consumidores.

 

Entretanto, empresas menos preparadas para enfrentar a crise quebraram e com a redução das oportunidades, construtoras maiores passaram a disputar negócios de menor “ticket”, aumentando a concorrência entre outras de médio porte que já atuavam neste nível e que, por sua vez, utilizaram a mesma estratégia e passaram a concorrer com empresas ainda menores.

 

A retomada gradual do crescimento e o crédito imobiliário

 

Não acredito que haverá uma rápida recuperação somente com redução dos juros e incentivo ao crédito. A retomada será gradual, daí a necessidade de concentrar esforços em bons projetos e oportunidades, mantendo a cadeia de valor produzindo, mas preparando-a para uma recuperação menos agressiva. Contudo, certamente sempre haverá demanda proveniente de bons nichos de negócios inovadores.

 

As condições de crédito também mudaram muito na esfera dos bancos. As taxas de juros estão diminuindo. Isso é bom, porém, as taxas reais são diferentes das divulgadas. Além do mais, as exigências dos bancos para financiamento imobiliário estão mais restritivas do que já foram no passado, com imposição de volume de vendas consolidadas e avanço físico da obra muito maior do que antes da crise, para a concessão do crédito. Na prática, isso significa que, hoje, a exposição de caixa do empreendedor ou da incorporadora é muito maior e, por sua vez, há inconvenientes para a alavancagem financeira, o que limita a possibilidade de produção simultânea de vários empreendimentos.

05 de Junho, 2020

IMPACTOS DA COVID-19: INFRAESTRUTURA NO BRASIL

O que os empresários do setor pensam sobre os impactos do coronavírus no mercado imobiliário?

A primeira pesquisa foi feita com 362 empresários do mercado imobiliário para entender qual é a percepção deles a respeito dos efeitos do coronavírus no setor. Em outras pesquisas da Brain, evidenciamos como 2019 foi um ano de recuperação para o mercado imobiliário e a construção civil. Já o ano de 2020 era esperado por muitos com muito otimismo, como um ano de crescimento e reestabelecimento do setor. Entretanto, com a chegada da Covid-19, o cenário mudou um pouco.

 

Depois da pandemia, a grande maioria (78%) dos empresários respondeu que vão atrasar o lançamento de seus empreendimentos, enquanto 13% pretendem lançar sem atrasos e apenas 2% vão cancelar o lançamento. Isso mostra que os empresários entendem que a crise vai afetar o cronograma de lançamento, mas não a intenção de lançar, já que pouquíssimas empresas serão afetadas a ponto de ter que cancelar lançamentos.

 

Apesar de 59% das empresas terem decidido continuarem suas obras, 92% dos entrevistados acreditam que a pandemia terá efeitos consideráveis na manutenção das atividades da empresa, sendo que 25% dos entrevistados consideram que eles serão severos. Isso acende um alerta de preocupação com o impacto da epidemia no mercado brasileiro.

Tecnoplano Consultoria de Projetos e Obras Ltda. CNPJ 13.371.622/0001-78

Rua do Passeio 38 - Torre 2 - 15º Andar, Edificio Passeio Corporate, CEP 20031-120, Rio de Janeiro - RJ

​​Tel: +55 21 3387-5885 / +5521 97261-7205​  comercial@tecnoplano.com.br

  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn

Brasil

By

logo on media nova - COMPLETA branca.png

© 2020 Tecnoplano | Todos os direitos reservados.